Home » Marcos Ferrari » Rumo ao World Strongest Man – WSM

Rumo ao World Strongest Man – WSM

Rumo ao World Strongest Man – WSM 5.00/5 (100.00%) 5 votos

strongest-post

Rumo ao World Strongest Man – WSM

 

Nunca antes na história do Strongman Brasileiro, estivemos tão perto de concretizar o sonho de vermos a participação de Tupiniquins invadindo o WSM, por mérito é claro.

O Strongman no Brasil tem uma pequena história, escrita com muito suor, dedicação e sacrifício. 40 anos, muitos dos quais aprendendo a duras penas toda técnica empregada neste esporte. Muitos foram os desbravadores, com conquistas ímpares em suas épocas. Nomes como Jair Gomes e Ricardo Nort, foram os primeiros a encarar os gigantes Atletas Profissionais fora do nosso país.

A verdade é que nenhum trabalho bem feito acontece da noite para o dia. São sucessivas conquistas, dia a dia, até alcançar o patamar que o esporte alcançou.

Realmente existe uma grande diferença, digamos, física, entre nós e os americanos ou europeus.  Mas isto não foi suficiente pra impedir que pudéssemos aprender a contrabalancear nossas deficiências com nossas habilidades. E foi o que aconteceu.

strongest-post2

Foram várias investidas desde 2010 em países como a Argentina e Uruguai visando aquisição de experiência em competições com biotipos diferentes do nosso e deu certo. Alcançamos os EUA participando de uma das mais duras competições por lá, o Arnold Classic Ohio (ACO) e conseguimos, mesmo com toda dificuldade, figurar entre os 30 primeiros numa competição que tinha os 50 melhores dos EUA. Na sequência, em Abril, foi realizado o primeiro Arnold Classic Brasil (ACB) com o Strogman Pró sem participação Brasileira e o amador onde nos consagramos campeões, com participação de vários atletas da América do Sul.

Eu diria que a jogada de mestre para nosso esporte, foi sem dúvidas, a inclusão permanente do Brasil no calendário da Strongman Champions League (SCL). Com essa conquista, nossos atletas ganharam a oportunidade de competir em uma organização séria e renomada, diria até, a maior organização dentro deste esporte, e com isso, a oportunidade de se tornarem profissionais. Só com isso já teríamos fechado o ano bem positivo, mas conseguimos também através do Atleta Pró Marcos Ferrari figurar, num ranking de 60 atletas, entre os 28 melhores atletas do mundo, ficando a frente de russos, poloneses, iugoslavos, entre outros.

Todos esses acontecimentos fizeram com que os olhos dos aficionados por este esporte no mundo, voltassem para o Brasil, inclusive dos organizadores do WSM.

O ano de 2013 culminou com a Semi Finals Strongman Champions League Exponutrition Cup, o Brasil foi escolhido entre vários países para acolher a semi final da Champions league, devido ao seu trabalho neste esporte durante o ano. Atletas como Zydrunas, Thor, Radzkowski e Katona, elogiaram e muito a evolução do esporte no Brasil, os equipamentos, Centro de Treinamento (CT) e os atletas também foram pontualmente elogiados. A competição foi duríssima, mas nossos dois representantes, Marcos Ferrari e Marcos Morais, representaram muito bem nosso país, ficando com um 8º lugar Brilhante entre 10 atletas monstruosos.

strongest-post3

Para o próximo ano, muitos desafios ainda serão apresentados, mas começamos o ano com um Atleta que participará de toda a etapa 2014 da Champions League, os Highland Games são uma opção, além de é claro, ACO e ACB.

Ganhamos a credibilidade e respeito em um dos esportes mais difíceis do planeta, ainda faltam muitos detalhes para acertamos, precisamos de mais empresas acreditando em nossos atletas e nossos projetos, é verdade também, mas as experiências internacionais proveram a nossos atletas condições técnicas de competir entre os melhores do mundo, somos os melhores da América do Sul e primeiros a formar atletas profissionais neste esporte, além de um CTs referência.

Bom, o importante é que esta cada vez mais perto o sonho de realizarmos uma etapa do WSM no Brasil, e melhor ainda, com atletas Brasileiros participando.

Deixo aqui a vocês um Strong Abraço, desculpe pelo sumiço, mas estaremos todos os meses juntos falando sobre o esporte e suas conquistas.

Sobre o(a) Colunista: Marcos Ferrari

Palavras Chave

Add no TwitterTwitte Compartilhe com o FacebookCompartilhe