Home » CrossFit » CrossFit e o embasamento cientifico

CrossFit e o embasamento cientifico

CrossFit e o embasamento cientifico 5.00/5 (100.00%) 1 voto

imagem crossfit 1

CrossFit e o embasamento cientifico

Olá amantes da intensidade!

O tema desta matéria é sobre a polemica do CrossFit ter pouco embasamento cientifico.

Estamos falando de algo muito novo, me refiro ao programa de treino claro, não aos movimentos e muito menos aos equipamentos – pois ambos já existem faz muito tempo. E por ser recente, não temos muitos artigos científicos, o que vem causando certa indignação daqueles que se baseiam apenas em ciência. A ciência ajuda muito nossas vidas, mas ela é provocada pelas coisas que ela não comprovou, isso que da sentido para novas descobertas. Ela também existe para comprovar aquilo que fazem os que se baseiam na realidade, dia a dia, em necessidades imediatas da vida.

São aqueles que já experimentaram o que já foi comprovado e nada serviu! Essas pessoas não podem esperar 20 anos para começar a praticar algo que pode mudar sua vida pra melhor, e isso é comprovado, é relatado, é declarado pelos praticantes de CrossFit: “Depois que comecei a praticar minha vida melhorou!”

Isso é a realidade,  só faltava agora ter que analisar cientificamente se a vida dessa pessoa realmente melhorou, do tipo passar por um questionário e uma avaliação de especialistas para saber se essa pessoa melhorou a qualidade de vida dela. Isso é muito subjetivo, é pessoal e intransferível, pois se ela esta se sentindo bem e está feliz, dormindo melhor, mais disposta, mais confiante, com novos amigos, com novos valores, mais forte, mais resistente, mais flexível, mais bonita, mais magra, mais reta, o que for. Se esta pessoa está melhor, ninguém, nem a ciência, tem o direito de julgar que ela não pode estar melhor treinando CrossFit, só porque não tem estudos que comprovem isso.

Se quisermos dar uma contribuição cientifica, basta fazer os famosos exames de sangue e verificar as mudanças na saúde de quem pratica.

Porem, vamos também falar do  outro lado, da parte polêmica, da parte que os crentes exclusivos da ciência se baseiam para falar mal, vamos falar das lesões: elas existem, elas podem piorar a qualidade de vida ao invés de melhorar, e no CrossFit elas não estão descartadas…nem também na corrida, na musculação, numa partida de tênis, no futebol de fim de semana (esse nem se fala), lesões acontecem quando se instrui mal especificamente esse ou aquele indivíduo.  Elas acontecem quando a pessoa não estava preparada para realizar esse ou aquele movimento.

OU SEJA, tudo tem progressão de aprendizado, tudo tem um caminho seguro, e isso é individual para cada pessoa. O verdadeiro treinador de CrossFit sabe disso, deve buscar isso, adaptar o movimento para aquele aluno em especifico,

tirando os riscos de lesões, CrossFit é um programa de treino que traz para o praticante novos valores e mudanças pessoais que são intransferíveis. É muita arrogância alguém analisar de fora alguma coisa só porque nunca “leu” algo científico sobre o assunto!

lista de lesões

Coitado do ovo que foi tão mal falado na década de 80 e 90 e hoje faz parte de uma dieta saudável! Esperto eram aqueles que já consumiam este alimento porque se sentiam bem mesmo escutando besteiras por ai!

E se daqui muitos anos descobrirem que CrossFit faz mal?

Putz, pelo menos até lá muita gente vai ter dormido melhor, vai ter emagrecido, melhorado a postura, melhorado a auto confiança, melhorado a força, a flexibilidade, a resistência, realizado coisas que não conseguia antes, ajudado outras pessoas a conseguirem realizar também, feito novos amigos, vencido milhares de desafios, e outras varias coisas que dão sentido para vida!

Sobre o(a) Colunista: Tiago Heck

Formado em Esporte/USP em 2002, especializado em fisioterapia músculo-esquelética e desportiva, Crossfit Level 1 Vancouver 2009, CrossFit Kids Course 2013, Gimnastic CrossFit Course 2013, certificação nível ODEPA em Levantamento de Peso Olímpico, coordenador dos Cursos LPI (Levantamento de Peso Integrado), coach da Crossfit Sampa atleta de CrossFit.

Palavras Chave

Add no TwitterTwitte Compartilhe com o FacebookCompartilhe